APÓS CENSURA NA ANCINE, A secretária do Audiovisual, Katiane de Fátima Gouvêa, foi exonerada!


A secretária do Audiovisual, Katiane de Fátima Gouvêa, foi exonerada nesta quarta-feira, 11, pelo titular da pasta de Cultura, Roberto Alvim. A decisão foi tomada dois dias após a VEJA revelar que a Ancine havia censurado a exibição do filme ‘A Vida Invisível’, do diretor Karim Aïnouz, em um programa de capacitação de servidores da agência. Nos bastidores, a decisão de proibir a mostra foi atribuída a Katiane.

Em nota, a Secretaria de Cultura informou que Roberto Alvim decidiu exonerar a secretária após tomar conhecimento de que há suspeitas de irregularidades na campanha de Katiane para deputada federal em 2018. Ela se candidatou ao cargo pelo PSD, mas não foi eleita. 

“Até que esses fatos sejam devidamente esclarecidos pela autoridade competente, o secretário decidiu por bem, em nome da lisura da coisa pública, afastá-la de suas funções de imediato”, diz o comunicado.

Servidores da secretaria de Audiovisual contaram que Katiane não aceitou a demissão e teve de ser retirada do prédio pelos seguranças. Ela deixou o local afirmando que Roberto Alvim é um “traidor”, que tudo que fez foi a mando dele, "Roberto Alvim".