Testes da vacina Coronavac começarão em mais cinco centros de pesquisa


Mais cinco centros de pesquisa vão iniciar os testes em voluntários da vacinaCoronavac, contra o novo coronavírus, uma parceria do Instituto Butantãcom a empresa chinesa Sinovac Biotech. Os testes começam até o final desta semana no Hospital das Clínicas da Unicamp, na Universidade de Brasília, no Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná, no Hospital São Lucas da PUC-RS e na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto. Com esses, já são 10 centros em todo o território nacional realizando testes da vacina em profissionais da saúde que se voluntarizaram. 

A vacina começou a ser testada no dia 21 de julho em voluntários no Hospital da Clínicas, e também já é aplicada no Instituto Emílio Ribas, no Hospital das Clínicas da Faculdade de Ribeirão Preto da USP, na Universidade Municipal de São Caetano do Sul e no Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Ao todo, serão 12 centros de testagem pelo Brasil, enquanto o Hospital Albert Einstein e o Hospital Carlos Chagas, no Rio de Janeiro, devem entrar no programa até a próxima semana.

Cerca de nove mil voluntários, somente profissionais de saúde, vão receber a vacina em 12 centros de pesquisa. De acordo com a Organização Mundial da Saúde(OMS), há 164 vacinas em desenvolvimento, entre elas a Coronavac: 25 estão em fase clínica e 139 em pré-clínica.

Diante da declaração do chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, de que "talvez nunca exista uma vacina" contra covid-19, o governador João Doria (PSDB) afirmou nesta terça-feira, em entrevista à rádio Bandeirantes, que "é preciso ter um pouco de otimismo realista". 

Confira abaixo a relação de todos os centros que participarão das testagens da coronavac no Brasil:

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP

Instituto de Infectologia Emílio Ribas

Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto 

Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Universidade Federal de Minas Gerais 

Hospital Israelita Albert Einstein

Hospital das Clínicas da Unicamp

Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto

Universidade de Brasília

Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas de Fiocruz (RJ)

Hospital São Lucas da PUC do Rio Grande do Sul

Hospital das Clínicas da Universidade Federal do Paraná

Números da pandemia

O Estado de São Paulo tem 585.265 casos da doença e 24.109 mortes. Em 24 horas, foram registrados 9.676 casos e 407 óbitos. A taxa de ocupação de leitos de UTI é de 60,2% no Estado e de 58,7% na Grande São Paulo. Estão internados em UTI 5.544 pacientes. Em leitos de enfermaria, são 7.516 pessoas. Ainda de acordo com o balanço da Secretaria Estadual da Saúde, 387.918 pessoas se recuperaram da doença.